Tribunal estuda edital À Folha Dirigida, TJ SP reafirma estudos para o concurso de escrevente judiciário e informa que será para reposição de servidores.

Confira! 22/02/2021 10:58 | Atualizado: 22/02/2021 11:33

O Tribunal de Justiça de São Paulo reafirma que a abertura de novo concurso TJ SP para escrevente judiciário está em estudo. Em resposta à Folha Dirigida nesta segunda-feira, 22, o órgão informou que a oferta será para reposição de servidores.

“A Assessoria de Imprensa acrescenta que, por ora, não há previsão para a publicação do edital, já que o tema está em estudos. O TJSP informa, também, que novo concurso servirá para a reposição de servidores”, consta em nota enviada à reportagem.

Conforme dados de dezembro, o TJ de São Paulo registra 5.695 postos sem preenchimento de escrevente técnico judiciário, cargo de nível médio. Tal carência abrange todas as comarcas do tribunal.

O novo concurso, no entanto, será para provimento para Comarca da Capital e nas Circunscrições Judiciárias que compõem a 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias do Estado. Dessa forma, deverá ter número de vagas um pouco menor que a vacância total.

Mesmo assim, a tendência é que as oportunidades do concurso TJ SP sejam expressivas. Em entrevista à Folha Dirigida no dia 18 de fevereiro, o superintendente de planejamento da Fundação Vunesp, Henrique Luiz Monteiro, confirmou tratativas para organização do processo seletivo.

De acordo com ele, o novo concurso para o Tribunal de Justiça de São Paulo terá muitas vagas disponíveis.

“Vai ser um concurso muito grande, com número de vagas bastante generoso. Quem é do ramo, sabe que vale a pena. Podem ir se preparando porque o TJ não está com a restrição do Estado. Deve acontecer sim. As tratativas estão bem adiantadas”, garantiu.

Monteiro ainda revelou que a previsão é que o edital seja publicado e as provas ocorram ainda no primeiro semestre.

“Até onde eu tenho conhecimento, (o concurso) é para o primeiro semestre. Pode ser que a prova aconteça até meados de junho. Não é garantido, mas o pessoal pode ir estudando porque o concurso para o TJ SP está ‘quente’”, revelou Monteiro.

Concurso TJ SP: requisitos e salários dos escreventes

Para ingressar no cargo de escrevente do TJ SP é preciso somente do ensino médio completo. Os vencimentos iniciais são de R$4.981,71, podendo chegar a R$5.624,12 com as progressões na carreira.

Tais valores são os mais atualizados disponíveis para consulta no   site do tribunal.

Os aprovados nos concursos ainda terão direito a auxílio-alimentação e auxílio-saúde. O Tribunal de Justiça tem o costume de convocar muitos aprovados para suprir a vacância de servidores.

Em 2017, por exemplo, foi realizado o concurso com 590 vagas para escrevente técnico judiciário. Tais chances foram para as Circunscrições Judiciárias que compõem a 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias.

No decorrer do prazo de validade, o órgão nomeou 1.761 aprovados para o cargo. De forma a chamar 1.171 candidatos a mais que o previsto no edital.

O tribunal também realizou concurso para escrevente nas 2ª, 3ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8º, 9ª e 10ª Regiões Administrativas Judiciárias. Nesse caso, a validade vai até 4 de outubro de 2021. Conforme dito pelo tribunal, “até o momento, foram nomeados 102 aprovados”.

Resumo concurso TJ SP 2021

  • Órgão: Tribunal de Justiça de São Paulo

  • Cargo: escrevente técnico judiciário

  • Requisito: ensino médio completo

  • Salário: R$4.981,71

  • Vagas: a definir

  • Banca: Fundação Vunesp

  • Edital e provas: até junho

Veja como foram os últimos concursos TJ SP para escrevente

Os últimos concursos do TJ SP para escrevente foram realizados em 2017. Primeiro, em março, saiu o edital com 590 vagas distribuídas por diversas cidades, das quais 400 foram somente para capital.

O pré-requisito foi o nível médio completo. Na época, a remuneração era de R$5.697, composta pelo salário de R$4.473,16, auxílio-alimentação de R$924 (R$42 por dia, considerando 22 dias de trabalho) mais o auxílio-saúde de R$300.

seleção somou mais de 230 mil inscritos. A banca organizadora foi a Fundação Vunesp e os concorrentes foram avaliados por provas objetivas e práticas.

Os exames objetivos foram compostos por 100 questões de: Português, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Processual Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Normas da Corregedoria Geral da Justiça, Atualidades, Matemática, Informática e Raciocínio Lógico. Ainda em dezembro de 2017 mais um edital foi publicado, com chances para escrevente do Tribunal de Justiça, desta vez para as comarcas do interior e litoral. Foram, no total, 235 vagas, com a organização também da Vunesp.

FALE AGORA!
1
Posso ajudar?
Olá! Para falar com o SUPORTE agora via, WHATSAPP, clique em FALE AGORA ou se preferir envie e-mail para: ead@pontodosconcursos.net detalhando sua dificuldade!